Marca com liderança histórica no varejo, o creme de leite da Nestlé mostra igual protagonismo no Foodservice.

O creme de leite da Nestlé foi mencionado por 35,5% dos operadores, praticamente o dobro em relação à Piracanjuba, segunda colocada com 18,4%. O terceiro posto é rivalizado entre Italac (8,2%) e Itambé (7,9%), seguidos da disputa entre Elegê (2,9%), Leco (2,4%) e Triângulo (1,8%).  

Produzido no Brasil desde 1935, o creme de leite da Nestlé se apresenta na linha foodservice em embalagem longa vida de 1kg.

São quatro versões: Tradicional com 25% de gordura; Leve com 15%; Nestilly com 35% e Creme Vegetal Nestilly – estes dois últimos, ideais para fazer chantilly.

Os produtos fazem parte da linha de Lácteos da Nestlé Professional, juntamente com toda linha foodservice Leite Moça, recheios e coberturas Charge e Alpino.

A Nestlé nasceu em 1866 na Suíça, da união dos americanos Charles e George Page, inventores do Leite Condensado Milkmaid, com Henri Nestlé, que no ano seguinte inventou a Farinha Láctea.

Estes produtos começaram a chegar ao Brasil em 1875, ainda nos tempos do Império. A fusão das empresas se deu em 1905, em uma trajetória que tornaria a Nestlé uma das maiores empresas alimentícias do mundo, detentora de várias marcas que vendem mais de um bilhão de dólares por ano.

A Nestlé se instalou em território nacional em 1921, em Araras (SP), para produzir leite condensado, a “lata da moça”. A Nestlé ouviu os consumidores e registrou Milkmaid como Leite Moça, sucesso que agora tem mais de cem anos.

A Nestlé Professional, voltada ao universo foodservice, foi criada globalmente em 2009. Com a proposta de entregar soluções criativas em alimentos e bebidas com marcas fortes, oferece produtos nas linhas Lácteos, Chocolates, Sobremesas e Culinários.

Toda linha Nestlé Professional, voltada ao Foodservice.