Presente na 1ª Top Foodservice, a categoria voltou este ano a ser pesquisada – com liderança ainda mais destacada da Liza.

A marca LIZA tem o que comemorar. Não apenas manteve a liderança em menções conquistada na primeira pesquisa Top Foodservice, em 2021, como viu seus números praticamente dobrarem. Foi de 10,8% para expressivos 19,9% neste intervalo de dois anos.

A vice-líder SOYA também oscilou positivamente, de 9,2% para 12,5%, destacando-se ainda mais. Outra a comemorar é a marca ELOGIATA, que não estava entre as sete mais lembradas da pesquisa anterior e já aparece na terceira colocação, com 5,5%.

Além dos percentuais que cresceram entre as três marcas líderes, o produto em si está mais conhecido pelos operadores.

Em 2021, 67,8% não se lembraram de nenhuma marca, percentual que caiu consideravelmente este ano para 45,3% – de dois terços para menos da metade. Nota-se, portanto, a tendência do mercado saber e usar cada vez mais o produto como alternativa interessante principalmente para frituras.

A líder Liza oferece balde quadrado…
…assim como a Soya, 2ª colocada.

Marca que pertence à Cargill, a Liza é uma velha conhecida do público que cozinha em casa, em meio século de existência. Seu óleo de algodão para foodservice, porém, é bem mais recente. Foi lançado em 2016, em baldes quadrados de 15,8 litros – que otimizam o espaço no frete e no armazenamento.

A história da Cargill no Brasil começa em 1965, no ano do centenário da empresa, fundada nos Estados Unidos como empresa de estocagem de grãos. E a história da Liza começa em 1972, com a construção de uma fábrica de óleo em Ponta Grossa (PR), polo de produção de soja.